Sitio de la Udelar

Sábado 16 de Diciembre de 2017

Noticia seleccionada

Conferencia «O Processo de Formação de Crenças e suas implicações na Definição de Conhecimento»

El jueves 19 de octubre a las 19:30 horas en la Sala Maggiolo de la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación (Av. Uruguay 1695), el profesor Juliano Santos do Carmo ofrecerá la conferencia «O Processo de Formação de Crenças e suas implicações na Definição de Conhecimento».

Santos do Carmo se graduó en Filosofía (2002-2006) en la Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Realizó una Maestría (2007-2008) y un Doctorado en Filosofía (2009-2012) en la Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, y una estancia de Posdoctorado en la Universidade Federal de Pelotas (Ufpel) en 2013.

Desde 2013 es docente en el Departamento de Filosofia de la Ufpel. Es miembro permanente en el Programa de Posgraduación en Filosofía de esa universidad. Coordinador adjunto del Núcleo de Ensino e Pesquisa em Filosofia. Editor de la serie Dissertatio de libros electrónicos y de la Revista Dissertatio de Filosofia (Qualis A2). Autor de artículos, capítulos de libros y revisiones en las áreas Filosofía del lenguaje y Filosofia de la mente, especialmente en temas como Normatividad semántica, Semántica naturalizada y Naturalismo Metodológico.

Sobre la conferencia:

Uma crença é em geral definida como uma "atitude proposicional", ou seja, como uma atitude de tomar algo como sendo o caso. Se esta definição estiver correta, então as crenças envolvem no mínimo duas propriedades: (1) um conteúdo representacional e (2) uma atitude de aceitação sobre a veracidade deste conteúdo. Apesar de amplamente aceita, muitos teóricos contemporâneos têm considerado essa definição um tanto quanto simplista ou excessivamente restrita para um processo cognitivo tão complexo e importante em nossas vidas. Nesta conferência procurarei mostrar algumas perspectivas interessantes sobre o processo de formação de crenças e seus impactos na definição clássica de conhecimento. O ponto central deste trabalho é mostrar que sem uma definição precisa da noção de "crença" e uma compreensão adequada de seus processos de formação, torna-se bastante difícil sustentar a definição de conhecimento como "crença verdadeira justificada".
Juliano Santos do Carmo


Publicado el martes 10 de octubre de 2017
 
 

Buscar un artículo

Coincidencia de texto
Categoría en la que fue publicado
Publicado desde
Publicado hasta

Categorías de artículos publicados